História

Famalicão dista apenas 8 km da sede de concelho. No sopé da Serra da Pescaria e rodeada de férteis campos, a povoação, com uma área de 21,8 Km2 e cerca de 1.700 habitantes, é atravessada pela linha do Oeste.

De cariz essencialmente rural e agrícola, Famalicão tem o seu povoamento ligado aos habitantes de Paredes da Vitória, que no início do século XVI, aqui se vieram fixar, trazendo com eles o culto de N.ª Sra. da Vitória, o que provocou atritos entre os novos e os antigos moradores. Nessa época, a povoação estava dividida em Famalicão de Baixo, que pertencia a Alfeizerão, e em Famalicão de Cima, que pertencia à Pederneira, e para o qual vieram os habitantes de Paredes.

Até ao século XVIII esta divisão manteve-se, altura em que o conflito das duas foi “vencido” por Famalicão de Cima, unificando-se numa só povoação, que começou a crescer enquanto freguesia, sob a proteção do seu orago – N.ª Sra. da Vitória – celebrada todos os anos no mês de Agosto.

Tal como a Pederneira, Famalicão também fazia parte dos domínios de Cister, tendo sido vigararia de apresentação do Mosteiro de Alcobaça, passando posteriormente a priorado.

Atualmente, Famalicão é uma povoação em contínuo desenvolvimento, que tem como base económica a agricultura e a fruticultura, sendo a indústria de fibras de madeira e da cerâmica um pólo de crescimento da freguesia.

A beleza ainda por descobrir da Serra da Pescaria e da Praia do Salgado, são uma mais valia para a terra e um ponto turístico a conhecer, especialmente para os amantes da pesca desportiva, da natureza e das caminhadas.

Descarregue aqui a APP GESAutarquia,

© 2022 Junta de Freguesia de Famalicão. Todos os direitos reservados | Termos e Condições

  • Desenvolvido por:
  • GESAutarquia